2.9.09

Vitória-régia


Queria ter o final da tarde de hoje livre para mim. Para eu tirar os sapatos e andar descalça, sentindo a areia no meio dos dedos e as pedrinhas na curva dos pés. Se eu tivesse o fim da tarde todo para mim, poderia ter ido procurar uma vitória-régia e me sentado perto dela, para ficar aguardando em silêncio o desabrochar de uma flor. Nessa deliciosa espera, eu contemplaria o sol se pondo, agradeceria os momentos bons do dia e, quem sabe, colocaria os pés na água. Sem saber se era o primeiro ou o segundo dia de vida da flor, faria um jogo no qual ela me responderia se você é ou não uma pessoa especial. Se sim, a flor seria branca, se não, rosada. E eu esperaria os poucos minutos ansiosa, com a recompensa de que - de qualquer forma - sentiria um suave perfume adocicado no ar. De quebra, ainda veria a lua brilhante no céu.


(Hoje me apaixonei pela vitória-régia e descobri que ela pode chegar a até 2m de diâmetro; que sua folha adulta pode agüentar até 40kg sobre ela e que suas flores mudam de cor, de acordo com o primeiro e segundo desabrochar. Não é a toa que uma das lendas folclóricas mais bonitas é a dessa bela planta aquática amazônica.)

3 comentários:

Seems to be Isy disse...

realmente essa vitória régia é uma coisinha de DEus!

Thais França disse...

rsss, sim!

Lady Sixties disse...

Oi, Thais! É realmente muito bom saber sobre a vitória régia! Eu usei a foto do seu post para colocar no meu que fala sobre a lenda dessa planta, não faz mal? Se quiser, dá uma passadinha para ver: http://irresistiblementblog.blogspot.com/2009/12/lenda-da-vitoria-regia.html

bjs