21.12.07

Tá acabando o ano...

Não sou uma pessoa boa para julgar e elencar coisas. Pelo menos, hoje, evolui e consigo saber e jogar fora sem dó o que me faz mal, mas o que me faz bem eu abraço feito a Felícia e fico chateada em numerar... então, cito algumas coisinhas boas de 2007. Nada de listinha de dez mais, cinco mais.

O único prêmio de primeiro lugar é pro quesito “Fã e figura mais presente do blog No Mezanino”. Este, sem dúvida (e por isso sem consciência pesada em ser injusta) vai pro meu pai, que insiste em assinar “Seu pai, Paulo”, como seu eu tivesse outro. Ele demorou pra aprender a assinar o nome sem aparecer o “anônimo” e passa aqui direto, comenta e acha bom (ele acha de verdade, coruja, não finge não – ou eu acredito piamente nisso).


Troféu Ouro Branco (o melhor bombom do mundo) pra ele (não deveria merecer nada, na verdade, pois miguelou os olhos verdes pra mim e pra minha irmã).


Algumas cositas boas do ano:
Todos os filmes que vi. Vi vários e agradeço as oportunidades de ver alguns deles no(a) Reserva Cultural. Olhe para os dois lados (divertido, moderno, bom praca), Vermelho como o céu (fez chorar), O Passado, Paris Je T'Aime (talvez arrisque que foi o que mais me empolgou), Os visitantes (vi na Warner, um filme israelense, acho, muito massa), O Último Rei da Escócia (não foi à toa o Oscar), putz, só este ano vi Pequena Miss Sunshine e amei, chorei de rir; Não por acaso (poético), Malena (é de 2000, mas vi este ano e tive certeza de que, se eu pudesse escolher ser outra pessoa, mas com meu cérebro mesmo e tal, ele seria o da Monica Bellucci), O ano em que meus pais saíram de férias (a última frase do moleque no carro vale o filme inteiro, que já vale muito), tá, Tropa de Elite também! Lembrei desses, não fui atrás, então, acho que estes foram meus melhores. Agora estou louca pra ver (e cantar – agüenta a Thais!) Across the Universe.

Músicas: descobri várias (sim, muitas) bandas e tenho CERTEZA que refinei meu gosto. Destaque para Manic Street Preachers e Superbus.

Amigos e colegas: Os fiéis espetaculares; “elementos” da promoter Lia; casamento de amigas do peito; novos bacanas na terra do trampo; troca de baboseira (ou não) diária com ‘’blogueiros’’ (ahahahah odeio este nome nerd) do Haja Saco ( em especial Fabinho , menino bom e simpático), Carol, Fê, Biazinha, Kiara, Calebe-Teenager, Jungle, Mari, Daniella, Priscila, Tiago... se esqueci alguém, xinga!

Amor: Ainda bem que a gente tem alguma coisa parecida com isso na vida; toda perda tem um ganho; tudo que é sincero vale a pena.

Trabalho: Ralação, adaptação, um monitor maior porque estou cada dia mais cegueta.

Família: A melhor sempre.

Foram muitas as experiências em 2007, que foi bem melhor que 2006... ufa! Cabelos diferentes, explosão da cozinha, carro novo (mesmo que simprinho), contas e responsabilidades de quem mora sozinha, fins de semana corridos, novas pessoas, novas conversas, novas descobertas.

Desejo que 2008 supere qualquer expectativa... sempre esperamos isso. Um Ano Novo maravilhoso a todos!

ps.: tem tanta coisa legal pra escrever e este post ficou medíocre. Tô cansada... tô morta... amanhã a.p. das 17h30 estarei de férias! Ufa!

10 comentários:

Luciano Ricardo disse...

Tha,

Que bela retrospectiva vc fez!

Para ter escrito alguma coisa à respeito, no mínimo, foi um ano que deve ter valido muito à pena.

E isto, sem contar, o quanto vc deve ter iluminado o ano de outras pessoas! Especial, com toda certeza, vc é.

Que 2008 venha e que vc tenha desafios e conquistas ainda maiores.

Bjão enorme

LR

Paulo disse...

Thais
Obrigado pela lembrança, eu costumo ler quase todo dia seu blog, como já te disse em 2008 vc vai encontrar e alcançar tudo aquilo que deseja e olhe que desejo é difícil conquistar, mas no caso já está determinado, você conquistará,
(como sempre)Seu pai,

Thais França disse...

Obrigada lindinhos!!!!
Valeu pai, vc disse tá falado!
É isso, Lu... mais desafios e conquistas pra todos!

beijos

Renata disse...

Thais

Aproveite bem suas férias. Os olhos verdes foram "miguelados" por que ia ser demais: muitos predicados reunidos numa só pessoa... Fãzoca com sempre aproveito pra desejar feliz 2008para vc e para os demais leitores.

Abraços

Calebe disse...

16h35,

Thais, pena, você ainda não está de férias. Falta pouco. Pouco para que comece a desfrutar de ótimas férias onde quer que esteja (porque eu sei que disso você é muito capaz, não?).

Hoje trabalhei. Tô usando net não sei por quê. Mentira, sei sim. Para atualizar na minha página a idade de teenager: 22. (Hoje fiz aniversário - só você e mais umas quatro-cinco pessoas devem saber.) E tô usando também para visitar tua página e mais algumas. Ia escrever e-mail (ontem, cedo, fui ao trabalho só para escrever uma mensagem para você, pasme se quiser. Mas o fato é que tínhamos uma confraternização, churrasco e afins, e aí fui pro trampo, antes, olhar e-mails - nem tinha - e escrever outros. Mas acabei nem fazendo nada disso. Enfim).

Não sei se você é festeira de Natal, essas coisas. Mas, de qualquer maneira (já que não escrevi decentemente por e-mail), gostaria de desejar boas festas procê.

Curta tudo o que tem que curtir nesses dias, menina.

Muitos beijos

(semana que vem tô de volta; eu não terei férias - seria querer demais também, não é?),

Calebe, o teenager (engraçadinha...)

Kiara Guedes disse...

Mediocre foi esse seu "p.s.", tá boa santa?!!! O post ficou ótimo.
O Ouro Branco pro seu papai arrasou! Ter "encontrado" vc mesmo que seja no cyberespaço (hum... ficou bem freco isso, não?) foi muito bom, trocar figurinhas com gente inteligente é sempre uma coisa boa a ser listada.
Um Feliz feliz Feliz Natal e 2008!!! Sinta-se abraçada!;)

Fabinho Chiorino disse...

poxa, eu nunca consigo fazer um apanhado desses. Fico com uma preguiça enorme e acabo dizendo sempre que foi um ano melhor que o anterior. Admirável sua disposição. E claro agradeço pela menção tão carinhosa. Vc tb é uma menina boa e simpática rs...um dos pontos positivos de 2007 (não disse que foi melhor que 2006?)
beijão, Tha
e que em 2008 possamos nos ver com mais frequência (aquele velho papo de que há uma irritante Dutra no meio de nós)

Tiago Branco disse...

O problema de jogar fora as coisas que me fazem mal é que geralmente são as coisas que eu mais gosto, por isso acabo não tirando a cabeça delas e vira quase que uma obsessão. O negócio é desconstruir as próprias vontades. Vamos ver o que minha psicóloga diz sobre isso. huaaa!

Neta disse...

Um feliz ano novo para vc, que todos os seus desejos se transformem em realidade para que no final de 2008 sua retrospectiva seja ainda mais emocionante.
Muitos beijos
Nêta

Thais França disse...

mama linda! amo vc! beijinhos... náo conseguimos falar com vc!
bjos, Tha