27.8.08

às vezes...

Às vezes dá vontade de correr, correr sem parar, pulando obstáculos, costurando vias, alternando estrada de terra, asfalto, paralelepípedo, mármore escorregadio. Chão liso de shoppings ou de grandes supermercados, fechados para limpeza, cheios de sabão. Dá vontade de correr e se jogar ali, para a espuma ajudar a ir escorregando pra frente. Medida bem humorada de criança que quer rir, sem se importar em molhar a bunda.

Às vezes dá vontade de chorar, chorar muito mesmo, exageradamente como tudo que acontece naquela propaganda do Novo Fiesta, que o pessoal fala “tudo bem!”. Chorar até as lágrimas acabarem, até o rosto ficar molhado e o pescoço melado. E as roupas respingadas. E as mãos cheias de rímel e lápis preto. Sabe aquele choro que depois vira risada, risada da própria tragédia? Então, às vezes dá vontade de ter tragédia só pra rir da comédia do fundo do poço.

Às vezes também da vontade, sabe do quê? De andar sem sapato. Não dá? Às vezes bate uma vontade de ficar descalça e sentir o geladinho do chão! Dá vontade de procurar imperfeições no piso e senti-las com os dedos dos pés. Dá vontade de fazer todo mundo ficar assim e jogar os sapatos do alto de uma janela bem alta, e ficar olhando o que vai acontecer com eles quando terminarem a queda livre. Ou então, dá vontade de arrancar e jogá-los na pista, em alta velocidade e dirigir descalça. É gostoso sentir os dedos nos pedais. É legal sair com a sola do pé suja.

Às vezes dá vontade de envelhecer para virar aposentada e curtir cinema de graça, teatro, andar de ônibus pela cidade à toa, ouvindo as conversas dos outros. Às vezes dá vontade de ser criança de novo e poder fazer absurdos sem ninguém achar anormal, só, no máximo, levar bronca por ter saído da linha. Às vezes dá vontade de ser pipa e ficar voando no céu. Mas aí, dá vontade de ser passarinho e ser pipa perde a graça, apesar do charme. Quando bate a vontade de ser passarinho é uma gostosura. O cenário é entardecer com pôr-do-sol e um ventinho refrescante sopra no rosto. O cheiro de eucalipto vem junto com a vontade de ser passarinho sempre voador.

Às vezes dá vontade de tomar banho na bacia de alumínio da minha avó e ficar jogando água nas pessoas que passam, mas só meus pés cabem nela hoje em dia. Poderia ser ruim, mas realizaria três vontades de uma vez: a de voltar a ser criança, a de ficar descalça e a de ser passarinho, porque, para isso, é só fechar os olhos e ficar quietinha. Qualquer dia vou experimentar.

9 comentários:

Katia disse...

gostei de ser passarinho!
beijokas, Ka

Marina disse...

ficar descalça é muito bom... mas minha mãe diz que dá cólica !
poskaopksoaksoaksoaksoa'

:D ah, queria muito ser passarinho...

beijos!

Renata disse...

As vezes dá mesmo essa vontade de sair correndo sem rumo. De fazer coisas diferentes. Nunca tive vontade de ser passarinho, mas de ser aposentada muitas vezes. De ser velhinha e não precisar ir trabalhar. Poder varrer a calçada logo cedinho, ou dar uma caminhada para buscar um pãozinho na padoca. Ter a liberdade de fazer o q bem entender, sem horários e responsabilidades. Se quiser senta no sofá e assiste TV, vai molhar as plantas, vai pra cozinha, pode ler um livro e pode até voltar a dormir!
Pois é, mas a grande dúvida é: será q o corpinho vai acompanhar?
Por essas e por outras é que trato de cair logo na real e aproveitar o presente.
Carpe Diem!

Paulo disse...

Thais
Prefira ser uma atleta, correr, voar, mas não queira ser aposentada e ficar morgando sem fazer nada, deve ser horrível !
Seu pai, Paulo

Paulo disse...

Thais
Prefira ser uma atleta, correr, voar, mas não queira ser aposentada e ficar morgando sem fazer nada, deve ser horrível !
Seu pai, Paulo

Fabio Chiorino disse...

se vc empacotasse este texto e mandasse às agências de propaganda competentes, muito em breve o Mc Donalds, o Pão de Açúcar ou a Doriana lançariam uma nova campanha daquelas que todo mundo se emociona no meio da sala.

Thais França disse...

Obrigada pela visita de todos! Katia e Marina, bem vindas!

Renata... sim, agora vou aproveitar o dia aqui e as noites na sua casa! rss

Pai, quando me aposentar serei atleta!

Fábio, será que consigo uma graninha? tô rpecisando viu...

Juliana Gonçalves disse...

Só para dizer que uma lágrima escorreu...

Thais França disse...

Ê Ju! CHora por qq porcaria!