18.9.07

(poder de retalhos)



Se é correspondido, o amor é batismo,
se não é
é extrema-unção.

Mas
por pior que seja o desgosto
o amor é tão poderoso
que até seu não é ressurreição.

O corpo morre facilmente
mas os fiapos de alma
- feita de seilá-o-que -
completam os vazios como colcha de retalhos.

(O amor é tão poderoso
que até o que é triste exala beleza)
nos pequenos quadrados
ligados
amarrados
costurados
para não soltar
e virar ar coletivo do mundo
(O amor é tão poderoso
que não deixa esquecer)
que um dia
foi respiração ofegante de dois cúmplices.

3 comentários:

Priscila disse...

Olá, Thaís!
Parabéns pelo post, eu adorei! O amor é isso, contraditório a si, como diria Renato Russo.
Bjs e boa semana,
Pri.

Paulo disse...

Thais
O amor é poderoso um sentimento que não somente os humanos o possuem, a Sophia poe exemplo te ama muito !

Thais França disse...

Contraditório, Priscila, contraditório mesmo!

É pai, rsss, minha "coa" me ama! rss