28.8.07

Saio tranqüila, ele está congelado

Aproveitei para recolher meus cacos do chão. Peguei um saco plástico vagabundo e fui jogando as partes de mim que encontrava pela casa lá dentro. Pedaços de mãos, de pés, de costas, centenas de fios de cabelos. Boca, olhos e pescoço também estavam esmigalhados e foram parar lá. Partes de minhas pernas, as coxas especificamente, também foram encontradas e colocadas no saco. Encostado no fim do corredor, meu coração pulsava fora de mim. Estava escuro, descompassado e pesado demais. Peguei-o com cuidado e não o joguei no saco, como as outras minhas partes machucadas e dilaceradas. Amarrei a boca do saco, enfiei-o em outro e joguei tudo fora. Respeitei as experiências do meu coração, embalei-o em MagiPac e resolvi deixar no freezer. O saco plástico não o agüentaria e o que faria eu se arrebentasse o saco e caísse meu coração? Se escorregasse pelas escadas e espatifasse em um degrau qualquer?

5 comentários:

Renata disse...

Quando congelou o coração vc o etiquetou anotando a data de congelamento e a validade no magipack? Não o colocou no fundo do frezzer, né? O mundo não pode perder um coração tão bom e amoroso quanto aquele. Ele merece ser descongelado em grande estilo, afinal não é um qualquer! Para descongelá-lo e tomar posse dele será preciso uma boa dose de bom caráter, muita confiança, amizade, desprendimento e cumplicidade. Sem falar em alegria, leveza e "sex appeal".

Be happy.

Thais França disse...

Valeu, amigona. I´m happy.
Like the song, "Don´t worry, be happy"

Fabio Chiorino disse...

tire do freezer e coloque durante 7 minutos no microondas em potência máxima. Como lasanha. As bordas estarão quimando, mas lembre-se de verificar se não há pedaços de gelo no núcleo.

Thais França disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thais França disse...

Faz alguns anos que as bordas se queimam... Valeu pela dica. Acho que uma parte de 5%, pelo menos, irá se manter eternamente congelada no núcleo.
;)
beijos