20.7.09

Sem passar vontade

Quando a mestre de cerimônias sinalizou aos 200 convidados que o café estava aberto e as pessoas olhavam com água na boca para croissants e carolinas de maracujá cobertas com chocolate, ele pegou o microfone e começou a falar tonterias e meter o pau no serviço de água e esgoto. Quem estava próximo à mesa cheia de guloseimas recuou por educação, mas era difícil prestar atenção naquele discurso em hora inapropriada. Ele tinha quase 80 anos e este comportamento era sua marca registrada. Uns riam, outros cochichavam, poucos fingiam prestar atenção e todos queriam que ele parasse logo. Dois dias depois faleceu sem ter passado vontade de "fazer o uso da palavra", como disse na ocasião. E das 200 pessoas que estavam no evento, algumas que se encontraram comentavam, "ele nunca passou vontade". A viúva comentou "meu marido nunca passou vontade". A neta disse "vovô fazia tudo o que tinha vontade". Parece que morreu feliz.

6 comentários:

Mari Calza disse...

É... eu fui uma daquelas que oediu para que ele parasse logo. Não sei dizer se são felizes aqueles que nunca passam vontade. Me parecem eternos insatisfeitos com vontades e vontades o tempo todo. E tem outra, a nossa vontade acaba quando começa a vontade do outro. Acho que passar vontade é bom de vez em quando, faz a gente valorizar as coisas que realmente queremos.

E se fizéssemos tudo o que desse vontade, seria meio caótico né? rsrs

Bjosss

Mari Calza disse...

PS: estou naqueles dias mal-humorados hoje rsrsrs

Fernanda disse...

Eu estava entre os que riam e queriam comer logo.

Seems to be Isy disse...

hahahuahua, eu não estava no dia das carolinas tão desejadas, mas lembro de outro dia, em que ele proferiu igual ou maior discurso, num evento com aproximadamente 500 crianças, todas inquietas querendo que acabasse a abertura, os discursos, aquela parte 'burocratica' dos eventos que ninguém gosta (às vezes nem quem está falando) para pegar algodão doce e pipoca, não menos desejados que as carolinas...

uma coisa só eu tenho a dizer, aliás 2: que ele vá em paz e aproveito para comemorar que
agora nossos eventos terão menor duração!

Thais França disse...

hahaahahaha
Tadinho... mas é isso, ele descansou em paz.. e nós tb!

♥ Janinha ♥ disse...

Que máximo não passar vontade!!
Pq passar vontade pra mim é quase sempre ruim, tu fica com vontade de fazer ou de dizer, e isso que não fez ou não disse fica por muito tempo assombrando algumas noites mal dormidas.
Se ta com vontade, faça, desde que consiente e esteja pronto pra possiveis consequencias. Se por um breve momento que seja tu duvidar de tua propria vontade ae sim é melhor evitar.

=)