13.11.07

descendo

assim,
quando eu penso em não pensar mais em você
é mais um motivo para eu continuar pensando
como bêbado que pede a saideira
pra continuar bebendo
como músico que sai do palco
e volta correndo pro bis.

assim,
decidi optar por fazer de meus próximos passos
um descer a ladeira
é, eu só desço
não dá pra voltar
é íngreme demais
e estou sem roupa apropriada para escalar montanha alguma

só desço
pra descer, todo santo ajuda
desço sem brecar com os joelhos
e coloquei um imobilizador de pescoço
(não se preocupa, é de material leve e posso transpirar tranqüila que não coça)
desço sem olhar pra trás
torcicolo de amor é o que mais dói.

10 comentários:

Paulo disse...

Thais
Quanta tristeza, seja mais otimista!!
Seu pai

Thais França disse...

Pai, escrevendo poesia ganhamos a tal licença poética. Tá, essa não é das boas, mas é uma. Não significa que eu esteja tristona. E vc sabe que não sou pessimista.

bjos

MAGRELA disse...

Ahh eu gostei do seu texto!!!

o antes desse tbem ta mto bom.. imaginei a cena da academia rsrs

beijss

Fabio Chiorino disse...

ou vc pode inverter a direção e o itinerário. Inclusive procure esta música "Subindo a Ladeira" - Vander Lee com Elza Soares. Tem um trecho sensacional que diz "Por que você não vem me dar amor / Por que você não vem pra mim / Eu não sou garota de Ipanema / Mas você também não é um Tom Jobim". Beijos, Tha

renata disse...

Torcicolo de amor incomoda mesmo, mas um dia acaba,sabia?! Quando a gente menos espera o pescoço fica ótimo e gira para todos os lados sem medo de movimento algum!
Beijos.
Abaixo a banalização dos golfinhos! rsrsrsrsrs...

Calebe disse...

Torcicolo de amor. Foda.

(aê, você podia me ajudar a escrever um conto com essa idéia; adorei a metáfora.)

Bom final de semana pra ti - desculpa não ter me despedido no Msn ontem (desapareci, né?, foi estranho...).

Te cuida.

Calebe

Kiara Guedes disse...

Adorei sua descida, com estilo. E como eu sou assim, meio "viajo demais", quando li: "sem roupa apropriada", imaginei logo uma vestido esvoaçante azul turqueza pra que estiver da em cima ver sua silueta! Desça, não precisa ser com pressa, mas escolha bem o caminho ao chegar lá em baixo. Boa Sorte! E como a sorte ajuda quem se prepara, vc não terá problema com ela! Bjs Linda!

Thais França disse...

Fábio, adoro seus comentários! Essa música caiu bem mesmo.

Rê, acho que vou comprar brincos de golfinho e pingente combinando, rsss

Kiara, adoro azul! Tb viajo... com sua cena, lembrei daquela música "Descendo a rua da ladeira Só quem viu que pode contar/Cheirando a flor de laranjeira Sá Marina vem pra cantar" :)

Calebe, opa! A quatro mãos?

Magrela, obrigada! :)

Bru disse...

nossaaaaa adorei!!

percebi que fiz isso...hoje em dia estou tão bem que agora posso girar pra todos os lados como disse a renata!

Thais França disse...

Bru, meu avô, desde pequena, me diz: "a gente tem que pilotar a vida que nem carro, segue adiante e deixa o que passa ir embora pra traz... espia pelo retrovisor pra ter certeza que se foi e pronto"